Candeias: Lucimeire Magalhães se declara independente e se lança pré-candidata a prefeita

0

A presidente da Câmara de Vereadores de Candeias, Lucimeire Magalhães (PTC) saiu da base de situação do governo e se declarou em posição de independência ao prefeito Dr. Pitágoras (PP).

A presidente afirmou que entende que a população de Candeias, busca por mais conquistas e se coloca como pré-candidata para discutir os problemas da cidade, representando uma parcela da população, principalmente os servidores públicos e os desempregados que estão excluídos da atenção da gestão para com os mesmos.

A Independência da Câmara enquanto separação dos três poderes é também um fato citado para justificar a decisão. “Sempre fomos independentes enquanto poder legislativo. Dentro da casa, os vereadores da base e da oposição trazem demandas do povo para serem atendidas pela administração. Por isso temos de ser mais ouvidos pela gestão através dos pedidos de providências. O que percebemos é que arquivam esses pedidos na prefeitura”, afirmou Lucimeire.

Com posição de independência, a presidente afirma que fará tudo para que os projetos andem com celeridade, desde que atendam requisitos de legalidade. “Nos colocamos em posição de independência em relação ao governo, apoiando o que for bom e apontando os erros que o gestor cometa. Reconheço avanços, pois cada prefeito tem feito sua parte ao longo dos anos. Mas é preciso avançar, tendo mais sensibilidade principalmente em relação as pessoas. Cuidar de gente não pode ser slogan de campanha, mas ação de verdade” afirmou a edil. Segundo a vereadora, o cuidado que a gestão tem de ter com a população não pode ficar em segundo plano. “Nos últimos meses, a população tem aumentado o nível de insatisfação em relação a alguns serviços prestado pela gestão. Só nesses dias recebi inúmeras reclamações de programas sociais que não estão sendo pagos, projetos parados, obras inacabadas, insensibilidade no atendimento das pessoas, e é para isso que queremos chamar a atenção do gestor” concluiu.

A presidente da Câmara é taxativa ao afirmar que o servidor público ficou em segundo plano nesta gestão. “Avanços em obras é muito bom, mas só isso não mata fome. Estamos vivendo no país um período de desemprego e muitos pais de família estão sofrendo. O servidor púbico está sem reajuste há dois anos. Não existe um projeto de atração de empresas.” disse. Para a vereadora, a maldade é influenciada pela ânsia de arrecadação municipal. “A Secretaria de Finanças arrochou o servidor público, deixando-os sem aumento e as empresas da cidade estão fechando nessa política perversa de arrecadar a qualquer custo. O desprezo pelas pessoas é tão grande que até as empresas que realizam obras na cidade, não contratam a mão de obra daqui. Precisamos mudar isso.” disse.

A vereadora afirmou que é pré-candidata a prefeita. “Em conversa com minha família, com partidos políticos e vereadores que me procuraram, eu estou lançando minha pré-candidatura à prefeita. Amadurecemos essa ideia, entendendo que quem passou e quem está ai, deram suas contribuições. O que vou apresentar a população é um projeto de fazer mais e melhor, discutindo os problemas da população cara a cara e não apenas nas redes sociais. É preciso pensar na população, no servidor público e na geração de emprego e renda, para acabar o sofrimento de nosso povo” concluiu.

SHARE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui