Deputado suspeita que Wyllys vendeu mandato para David

0

O deputado federal José Medeiros (Podemos-MT) enviou um ofício para a Procuradoria-geral da República (PGR) e para a Polícia Federal (PF) reforçando o pedido de uma investigação para apurar se o ex-deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) vendeu seu mandato para seu suplente, David Miranda (PSOL-RJ).

David assumiu o cargo de Jean depois que ele renunciou ao mandato. Na ocasião, ele alegou que estava sofrendo ameaças.

No ofício, Medeiros também pede que sejam quebrados os sigilos fiscais entre o jornalista Glenn Greenwald e Wyllys. Greenwald é companheiro de David e editor do site The Intercept, que nesta semana expôs conversas pessoais entre o então juiz federal Sergio Moro, o procurador Deltan Dallagnol e outros procuradores responsáveis pela Operação Lava Jato.

Os diálogos vazados foram obtidos através de uma fonte anônima, que teria invadidos os celulares das autoridades.

– Tem que parar de ser ingênuo. Há um claro objetivo político de desestabilizar tudo, parar a Lava Jato e impedir a reforma da Previdência. Estamos em guerra contra uma quadrilha – disse o deputado a O Antagonista.

O deputado também acusa Glenn de ter pago hackers para obter as conversas de Moro e procuradores. Para ele, trata-se de uma “invasão cibernética promovida e patrocinada por estrangeiros”.

SHARE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui