Operação Faroeste vai virar a Lava Jato da Bahia

0

Já passou da hora do esquema do judiciário baiano começar a ser desarticulado. A venda de sentenças e liminares estavam escancaradas. A grilhagem no Oeste do estado foi apenas a ponta do iceberg. A Operação Faroeste que nas duas primeiras fases colocou na cadeia desembargadores, juízes, advogados e empresários, assustou os grandes políticos da Bahia, principalmente os empresários financiadores de campanha que se acham inimputáveis e acima da lei.

Os investigadores da Operação Faroeste, responsável por desbaratar o esquema de venda de sentenças, analisam que as interceptações realizadas durante a apuração possam expandir as frente da investigação para além dos casos envolvendo grileiros do Oeste baiano. Isso quer dizer que vai pegar com força a classe política, principalmente na Região Metropolitana de Salvador: Prefeituras ricas movidas a corrupção acreditando na impunidade com aval de certa parte do judiciário.

Em Madre de Deus, por exemplo, o Prefeito Jeferson Andrade que já tem dois pedidos de prisão e afastamento está no cargo sob uma liminar dada pelo ex-presidente do Tribunal de Justiça Gesivaldo Britto, afastado no cargo na Operação Faroeste. O crime cometido por Jeferson é um escândalo nacional, mas boa parte da imprensa blinda o gestor que derrama milhões nos veículos de comunicação.

Na cidade de São Francisco do Conde, a mais rica da Bahia, a corrupção é institucionalizada. Quase todos os contratos são superfaturados e os processos contra os gestores não andam, e quando andam, são decisões que colocam o judiciário em saia justa.

Em Candeias não é diferente. O Prefeito e a esposa que é secretária de saúde fazem uma farra em contratos com valores milionários sob suspeito. O procurador geral eleitoral pediu a cassação do Prefeito por ter cometido abuso de poder econômico nas eleições passadas. As provas são robustas, mas tanto o juiz de primeiro grau quanto o TRE-BA, acharam que não e absolveram o gestor. Infelizmente. O processo subiu para o TSE. O MP já pediu afastamento do Prefeito por improbidade, até hoje nada da justiça julgar.

Enfim, tudo indica que a Operação Faroeste – a esperança dos baianos – vire a Lava Jato da Bahia e que comece e termine pela Região Metropolitana de Salvador.

 

 

SHARE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui