Prefeito de Candeias será julgado no TRE

0

O Prefeito de Candeias, Dr. Pitágoras será julgado pelo TRE-BA na próxima segunda feira, 16. O Prefeito desde outubro de 2015 até 21/06/2016 realizava a “Caravana da Saúde” e divulgava em sua rede social e em veículos de comunicação para ganhar notoriedade objetivando se promover politicamente. Vale ressaltar que ele já tinha lançado a sua pré-candidatura a Prefeito desde o primeiro semestre de 2015.

As postagens registravam a quantidade de pessoas atendidas em cada ação: “atendeu mais de 1.200 no centro; 450 pessoas e 620 procedimento médicos no distrito de Malembá; 500 pessoas em passagem do Teixeira; não indicou a quantidade de Santa Clara e Pindoba, bem como em Caroba”, conforme reportagens e postagens constantes do processo, e em anexo. A equipe médica era composta de Cirurgião Geral, Gastroenterologista, Urologista, dermatologista, oftalmologista, Cirurgião Vascular, Clínico Geral Pediatra, Ultrasson e eletrocardiograma. Era um verdadeiro hospital, com caminhões, realizando consultas, exames e pequenas cirurgias.

Dentre diversos procedimentos, infelizmente, a equipe médica do doutor realizou uma laqueadura em uma eleitora, sem observar que a mesma estava gravida de quatro meses e no oitavo mês a criança veio a óbito, em função da laqueadura de trompas, fato que foi relatado pela própria na condição de testemunha na comarca de Candeias.

O Ministério Público Eleitoral afirma que a prova coligida aos autos notícia que o mesmo, além da caravana, também atendia em sua residência e sempre pedia “uma ajuda”, e nos comentários das próprias postagens, os eleitores se dirigiam ao mesmo como futuro prefeito e a conduta aconteceu até junho/2016, sendo evidente o abuso.

O Procurador Eleitoral, em seu parecer, além de pedir a cassação do Prefeito por abuso de poder econômico pela prestação de serviços médicos, pediu por abuso de poder econômico pro compra de apoio político. Um áudio periciado pela Policia Federal constatou a veracidade e legalidade da gravação do prefeito comprando partidos políticos.

Um caso semelhante com o do Prefeito de Candeias está em pauta no TRE-BA, onde dois desembargadores pediram a cassação do mandato do deputado estadual Marcel Moraes.

SHARE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui