UNILAB é alvo de intervenção do MEC por reservar vagas para transexuais

0

A Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), localizada na cidade de São Francisco do Conde, na região metropolitana de Salvador, foi alvo de intervenção por parte do Ministério da Educação, após reservar vagas para candidatos transexuais, travestis, intersexuais e pessoas não binárias em seu edital de vestibular.

Conforme divulgado pelo presidente Jair Bolsonaro no Twitter, após a intervenção do MEC a reitoria da Unilab “se posicionou pela suspensão imediata do edital e sua anulação a posteriori”. No edital, publicado nesta segunda-feira (15), eram oferecidos 120 vagas, sendo 69 para o Ceará e 51 vagas nos cursos de Ciências Sociais (8), História (8), Humanidades (8) Letras/Língua Portuguesa (9) Pedagogia (8) e Relações Internacionais (10), em São Francisco do Conde.

SHARE

DEIXE UM COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui